Independente da área de atuação da sua empresa, o cenário atual do mercado não permite que você cometa erros ou atrasos, pois a competitividade tem crescido drasticamente e as empresas enfrentam uma competição intensa para a sobrevivência do negócio. É justamente por conta desse cenário que uma boa análise de dados se faz necessária.

Para garantir uma boa participação do seu negócio no mercado, é indispensável que esteja acompanhando e se adaptando às constantes mudanças que acontecem. Basicamente, fazer uma boa análise de dados é capaz de proporcionar um enorme suporte. Nesse sentido, faz a diferença na tomada de decisões para que sejam mais precisas, e para que você tenha mais assertividade nas suas decisões. Assim, é possível que você explore, da melhor maneira, as oportunidades que surgem e também aquelas que você mesmo irá criar.

Se você quer aprender a fazer uma boa análise de dados e também entender qual é a melhor forma de aplicá-la no seu ambiente de trabalho, venha com a gente! A seguir explicaremos cada detalhe que você precisa saber sobre como fazer uma boa análise de dados.

A habilidade de analisar dados tem uma grande procura no mercado de trabalho, pois a quantia de dados a serem analisados têm uma proporção enorme e são poucas pessoas capazes de transformar esses dados em verdadeiros insights, que serão impulsionadores das decisões a serem tomadas nos negócios.

O CONCEITO DA ANÁLISE DE DADOS

Analisar é sinônimo de distinguir as partes de um todo para que seja possível compreender toda a informação de uma maneira clara. Pode-se dizer que o trabalho de fazer uma análise é o mesmo que examinar ou estudar detalhadamente algum objeto ou determinado assunto.

Análise de dados, então, pode ser considerada uma técnica analítica que diz respeito à obtenção de uma quantidade significativa de dados a respeito de certo tópico, para que posteriormente seja feito um estudo sobre eles, com o propósito de identificar as respostas e possíveis soluções. Esse é um método muito utilizado em diferentes áreas que vão desde ciências sociais, saúde e também negócios.

A ANÁLISE DE DADOS CONTEMPLA VÁRIAS TÉCNICAS E TÊM ABORDAGENS DISTINTAS

Com essa tecnologia que temos hoje, é possível obter um suporte para a análise dos dados através de softwares que conseguem interpretar um volume de dados maior, que tem também operações como a identificação de certas divergências ou até mesmo identificação de padrões. Essa identificação de padrão também é conhecida como mineração de dados.

Com a tecnologia de softwares gerenciadores, você pode contar com facilidades para a organização dos seus arquivos, através da formação de bancos de dados amplos.
Eles agilizam e possibilitam que se tenha mais eficiência nas pesquisas e, inclusive, nos estudos.

No ramo corporativo, a análise de dados tem se tornando cada vez mais essencial. Pois ela é sinônimo do uso das tecnologias da informação para a identificação de regras padrões e tendências que possuem o poder de contribuir para a escolha da melhor ação a ser feita ser a mais correta possível, ou seja é uma grande ferramenta para que a sua tomada de decisões se torne cada vez melhor e mais assertiva.

COMO FAZER UMA BOA ANÁLISE DE DADOS

Toda análise de dados precisa ter um objetivo. Por exemplo: ter uma pergunta a ser respondida. Na definição do objetivo é importante que seu questionamento seja mensurável, claro e de certa forma relevante.

Com essas premissas, a sua pergunta poderá lhe auxiliar na tomada de decisões e também tornar possível que você explore as oportunidades, além de trabalhar na resolução de problemas com a solução que a resposta da sua pergunta deve trazer.

Como uma análise de dados pode ter tipos de abordagens diferentes e variar conforme for o assunto e o seu objetivo, é importante que você defina suas métricas. Nesse sentido, há dois tipos de dados: os quantitativos e os qualitativos. Os dados quantitativos são medidos por números e os qualitativos representados por características mais peculiares. Os dados qualitativos são um pouco mais complexos para fazermos a sua interpretação, pois suas variáveis são intermináveis. Um exemplo prático é o formato das listas livres. Elas geralmente são feitas sem ter um critério definido.

Uma das etapas é a tabulação de resultados, ela é muito importante pois irá organizar e ler todas as informações. É possível que você faça uma boa organização através de tabelas dinâmicas contendo campos de frequência, que diz respeito ao número de respostas dadas para uma mesma alternativa, e também a porcentagem. Esta irá fazer relação entre as frequências.

Quando se trata de dados qualitativos, é importante separar os dados em categorias e o processo a ser feito. Após isso, é o mesmo da análise quantitativa. Informando a frequência e o percentual.

Uma boa dica é que você, antes de começar a coletar dados, verifique se já não existe alguma pesquisa com os dados que você está buscando. Caso encontre, o seu tempo será otimizado e você terá mais agilidade no processo.

É bem interessante que você domine softwares que possam ser ferramentas de análise para lhe ajudar na interpretação dos dados. Um deles, que é bastante conhecido, é o Excel. Com esse software você consegue criar tabelas, gráficos, filtrar dados e calcular desvio padrão.

Para casos em que exige uma análise mais avançada alguns softwares que possuem suas operações através de menos que facilitam o seu estudo. Minitab e JMP são exemplos de ferramentas para análises mais avançadas.

Se você tem interesse em saber como está o andamento do seu time de marketing, é interessante que você tenha uma ferramenta para analisar esse processo. O Deskfy, por exemplo, possui uma funcionalidade que mostra os analytics do que é feito em relação à campanhas e templates da marca. Você consegue ver quem fez, quantas fez, se foi aprovado ou não, entre outras coisas.

Há também alguns softwares de programação que serve para análises mais complexas. O SAS e utilização é feita os bancos que têm suas modelagens de risco. É um exemplo de software gratuito.

Até aqui lhe apresentamos as ferramentas de apoio e os principais conceitos que a análise de dados engloba. Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários e pode ficar à vontade para deixar abaixo suas impressões sobre o tema que abordamos.