Branded Content significa conteúdo de marca. É todo o conteúdo criado que se relaciona à marca. É preciso ser relevante, fortalecer a marca, ser relevante e atingir o público alvo.

O Marketing sempre foi uma área muito dinâmica que apresenta grandes índices de mudança. Novas estratégias surgem o tempo todo. E o Branded Content não fica fora disso! Afinal, ele traz uma solução inovadora para os desafios de como transmitir a mensagem da marca para o público.

O Branded Content não deixa de ser uma das novas estratégias de marketing. É relativamente novo e menos conhecido. É um método tão eficaz que ganhou uma premiação oficial no Festival Cannes Lions, em 2017.

Nesse post vamos explicar o que é o Branded Content, como produzir, como aplicá-lo na estratégia de marketing e qual é a diferença entre esse termo e marketing de conteúdo. Fica com a gente para saber mais!

O QUE É BRANDED CONTENT

A tradução literal do termo é a expressão: conteúdo de marca. Ou seja, é toda a criação de conteúdo que é diretamente relacionado à uma marca. Como dito anteriormente, é preciso ter qualidade para fortalecer a marca e ser relevante para o seu público alvo.

O Branded Content é uma solução muito adaptável e flexível. É uma intersecção de marketing que envolve publicidade, informação e entretenimento. É possível ser desenvolvido em vários canais e de diversos formatos.

Sendo assim, a forma como a sua marca se posiciona em divulgações muda. Em vez de a marca ser associada a anúncios – normalmente ignorados, trazendo uma impressão negativa – a empresa passar a se associar à informação e/ou diversão que, de certa forma, possui mais valor para o consumidor.

COMO PRODUZIR BRANDED CONTENT?

Como tudo na vida, não existe fórmula secreta e mágica para produzir um Branded Content. São vários fatores essenciais que geram o sucesso na produção. Com isso, devemos ter claro que o ritmo do marketing digital é diferente do marketing tradicional.

No marketing digital não há muito tempo para planejamento, uma vez que as ações e reações necessitam ser instantâneas. Do contrário, a atenção do seu público logo se volta para outro assunto, fazendo com que você perca uma boa chance de ganhar visibilidade. Por outro lado, se o planejamento não for feito, o monitoramento e gerenciamento ganham muito mais importância.

Quando se trata de Branded Content, o importante é o que você faz depois que solta um conteúdo. Desse modo, visando sempre entender o que está acontecendo quando o conteúdo é consumido pelo público, para tentar mantê-lo “ativo” – gerando interesse e engajamento – durante o maior tempo possível.

Dentro de suas ações também é importante o elemento surpresa. Pois, nesse sentido, quando as expectativas do público são quebradas – de forma positiva – a chance de gerar interesse (e leads) é muito maior. Esse é um dos motivos que muitas marcas tradicionais e respeitáveis estão desenvolvendo Branded Content, pois é divertido e humorístico.

Outro aspecto muito importante para o Branded Content é a relevância. A relevância tem um papel “social” muito importante, que é o de ajudar na disseminação do conteúdo. Em contrapartida aos anúncios de televisão, por exemplo, que será visto apenas pela audiência do canal, o Branded Content está presente fortemente em mídias sociais, ou seja, ele será visto na proporção em que for compartilhado. Ou seja, se as primeiras pessoas que verem o seu conteúdo não considerarem ele relevante, ele automaticamente não será passado a diante.

Mais um aspecto a ser destacado é o diálogo. Assim, você pode mencionar conteúdos e eles mencionar você. O que não deixa de ser uma estratégia de backlink. Isso é um fenômeno espontâneo, que significa que é difícil planejar para que esse tipo de interação aconteça. Porém, quando acontece, gera muito mais interesse e identificação no público, trazendo excelentes resultados em publicidade e divulgação para sua marca.

DIFERENÇA ENTRE BRANDED CONTENT E MARKETING DE CONTEÚDO

Apesar de ambos parecerem ser a mesma coisa, há uma distinção entre as duas estratégias de marketing. Por mais que os dois compartilhem a mesma ferramenta principal – que é conteúdo – cada um tem uma maneira diferente de usá-la.

No Branded Content, o foco de todas as ações é o posicionamento e a divulgação da marca. Já no marketing de conteúdo, trabalhar a marca pode ser um dos focos, mas não é o único. O marketing de conteúdo tem estratégias para:

Engajar uma audiência; obter mais informações sobre seu mercado; desenvolver e testar novas ideias/hipóteses de negócios; solidificar o pioneirismo e autoridade da sua empresa em determinado assunto; educar os consumidores sobre um produto; derrubar objeções do mercado contra a sua oferta; fidelizar clientes; gerar novos leads; criar oportunidades para upselling e cross-selling; recrutar novos talentos e atrair parcerias estratégicas.

O Branded Content ainda se difere do marketing de conteúdo na questão de vendas. O marketing de conteúdo busca exercer uma influência direta para aumentar as vendas. O que confirma essa afirmação é o chamado funil de vendas, que tem como objetivo conduzir o consumidor a passar por todos os passos, até que a compra seja efetuada.

Por outro lado, a influência que o Branded Content exerce sobre as vendas é indireta. Ela é gerada sobre o sentimento do público em relação à marca, sendo esse sentimento nutrido de maneira sutil.

O Branded Content atua com um modelo de campanhas. Isso é muito parecido com o que é usado no mundo da publicidade tradicional. Ou seja, os conteúdos são elaborados para fazer sentido dentro de um contexto específico e temporário. O marketing de conteúdo é o oposto. Só vai funcionar se for feito de forma contínua, regular e consistente. Além disso, os resultados se dão a longo prazo, e não imediatos. Pensando nisso, vemos que normalmente os melhores resultados do marketing de conteúdo vêm das publicações mais antigas.

Concluindo, podemos ver que o Branded Content busca mais referências no mundo do entretenimento, como: cinema, televisão, tecnologia. Por esse motivo, a sua execução é mais complexa. Dessa forma, é frequente vermos que a empresa financia o conteúdo de sua marca, mas delega o trabalho a uma agência de marketing ou publicidade. Enquanto isso, como o marketing de conteúdo lida diretamente com informação, é fundamental formar uma equipe e desenvolver o trabalho internamente.

Tendo claro todas essas diferenças, é fundamental perceber que o Branded Content e o marketing de conteúdo não são concorrentes. Também não é possível dizer que um é melhor do que o outro. As duas estratégias podem ser complementares.

Ficou com alguma dúvida ou tens alguma sugestão de assunto para abordarmos? Comente abaixo!