O branding é um dos aspectos essenciais do marketing. Afinal, branding se refere à ênfase e aos esforços colocados nos símbolos, nomes, logotipos, slogans, templates, campanhas, designs e outros atributos associados a uma empresa ou produto. As marcas usam elementos emocionais e funcionais, como ativos digitais (sendo eles: imagens, vídeos e demais conteúdos) para estabelecer e nutrir relacionamentos com o seu público alvo. Visando sempre que, quanto melhor o relacionamento, melhor será o reconhecimento da sua marca.

No entanto, quando uma empresa não consegue alimentar/construir o relacionamento com elementos de marca consistentes, eles diluem o valor de sua marca. Com o tempo, isso pode ter efeitos irreversíveis para uma organização. Considerando esse impacto, observar e discutir as seguintes questões que toda empresa que prese pelo seu branding deve entender:

O QUE É CONSISTÊNCIA DE MARCA?

A consistência da marca é quando uma empresa entrega elementos e mensagens associadas à sua marca, de uma maneira que se enquadre em um conjunto de princípios padronizados. As organizações alcançam a consistência da marca alinhando todas as representações de sua marca, como logotipos, cores, tipografia, conteúdo de marketing, voz de comunicações e mensagens, com valores corporativos definidos e uma identidade clara. A consistência é uma força que impulsiona o reconhecimento da marca e empresa como um todo.

POR QUE TER UMA MARCA CONSISTENTE É IMPORTANTE?

Como as pessoas estão mais propensas a comprar de uma empresa que conhecem, construir um reconhecimento de marca é um aspecto vital para qualquer negócio.  Recordar uma marca é semelhante a recordar uma pessoa. Quando as pessoas se encontram pela primeira vez, elas não se lembram de tudo umas das outras. Provavelmente podem lembrar rostos, cheiros ou nomes. Se não, eles provavelmente podem lembrar de uma história ou maneira que eles se sentiram sobre uma pessoa. Mas, se em uma reunião subsequente, essa pessoa usar um nome diferente, disfarçar sua voz ou adotar um estilo totalmente diferente, pode ser um desafio para os outros reconhecerem quem são.

Dessa mesma forma, quando as marcas expõem as pessoas a elementos de marca inconsistentes, o público pode não as reconhecer, ou gerar um sentimento negativo sobre o produto/serviço. Para uma pessoa, esses elementos podem ser óculos, chapéu ou cor de cabelo. Para uma marca, pode ser o logotipo, palavras em sites ou o estilo de uma foto. Seja qual for o caso, as empresas com elementos de marca inconsistentes arriscam confundir as pessoas ou até mesmo acabar relacionando a organização com algo não confiável e de baixa qualidade. Em última análise, essas mensagens contraditórias podem atrapalhar a capacidade da marca de vender seus produtos, expandir seus negócios e fidelizar seus clientes.

COMO VOCÊ MANTEM O BRANDING CONSISTENTE ENTRE AS EQUIPES?

Ao contrário de ser uma pessoa memorável, ser uma marca memorável exige que várias pessoas coordenem a consistência entre as experiências pessoais e digitais. No entanto, à medida que as organizações introduzem mais pessoas, equipes e elementos de marca na equação, fica mais difícil para eles controlar a consistência. Embora diferentes táticas funcionem para diferentes marcas, os mais bem-sucedidos do grupo mantêm a marca entre as equipes, implementando o seguinte:

  • Estratégia de marca: ter um plano documentado de longo prazo sobre como uma organização deve alavancar sua marca para atingir as metas de negócios e ancorar a marca a uma identidade consistente. No mínimo, uma estratégia de marca deve descrever a promessa, os valores centrais, a personalidade, o público e o posicionamento competitivo.
  • Kit de identidade da marca: forneça instruções sobre como todos os que tocam uma marca (ou seja: freelancers, agências e equipes internas) devem transmitir o estilo visual de uma marca. Isso inclui aspectos visuais, como: logotipos, tipografia e cores, bem como as características e personalidade que humanizam uma marca. Saiba o que colocar em seu kit de identidade de marca.
  • Uma única fonte de verdade: um local central onde qualquer pessoa que represente a marca pode acessar as diretrizes, arquivos e mensagens aprovadas para uso da marca. Para algumas empresas, uma ferramenta de compartilhamento de arquivos como o Dropbox ou o Google Drive é suficiente. Para outros, que precisam de uma solução mais organizada e amigável para pesquisa, que rastreie e meça como suas equipes usam arquivos, um sistema de gerenciamento de ativos digitais (DAM) é a resposta.

Por fim…

 Ao colocar as pessoas certas, processos e ferramentas no lugar, as organizações estão melhor posicionadas para entregar o ponto principal da marca – a consistência! Ao oferecer às pessoas acesso fácil e de autoatendimento a materiais previamente aprovados, as organizações que se preocupam com o seu marketing e a mensagem que vai passar, podem eliminar a tentação das equipes de criar seu próprio conteúdo voltado para o cliente ou usar mal a marca nas comunicações. Veja como o Deskfy pode ajudar a estabelecer, proteger e desenvolver uma marca vencedora e coesa. Você pode falar gratuitamente com um de nossos especialistas clicando aqui.

Adaptação e tradução do texto original de Serai Schueller.

Ficou com alguma dúvida ou tens alguma sugestão de assunto para abordarmos? Comente abaixo!