Atualmente, o marketing de conteúdo está entrado com tudo no mundo do marketing. O conteúdo é uma das melhores ferramentas que você tem para conquistar a confiança, construir sua marca, gerar tráfego no site e leads qualificados, entre outras coisas.

“Precisamos descobrir o que é realmente fundamental para o que fazemos e o que é apenas uma tática ou técnica que funcionou brilhantemente no passado, mas pode não funcionar necessariamente no futuro”

Os profissionais de marketing de conteúdo precisam ir além – para elevar todas as abordagens a algo maior do que as táticas. Afinal, fazer isso é a única maneira de conquistar e manter a atenção do público.

Para construir uma marca forte no mercado, é importante concentrar-se no que sua marca e as pessoas por trás dela pensam, fazem e dizem. E, para isso, esses fatores devem estar alinhados.

POR QUE PENSAR, FAZER E DIZER DEVE SE ALINHAR

Algumas vezes, as marcas são empurradas por suas agências para entrar em qualquer assunto que esteja fazendo sucesso no momento. Mas se a conversa não estiver alinhada com a marca como um todo, essa abordagem raramente funciona.

 “Se você acredita em algo maior que o seu produto e possui comportamentos e ações que reforçam isso, vale a pena falar sobre o assunto.”

Quando uma organização e todas as pessoas dentro da organização pensam, fazem e dizem a mesma coisa, você tem um alinhamento organizacional completo. E este é um plano de marketing ideal.

Devemos lembrar que a imagem harmoniosa é rapidamente interrompida quando o círculo central gira – e um indivíduo pensa, faz ou diz alguma coisa que se opõem ao que o resto da organização pensa, faz ou diz – criando uma lacuna de integridade. O certo é pensar, fazer e dizer em harmonia.

O QUE AS MARCAS PENSAM

O primeiro passo em direção a um alinhamento, de dentro para fora, é parar e ter um bom e consistente pensamento. Nesse aspecto, é englobado a forma de comunicação e ações internas que ocorrem na empresa e acabam refletindo externamente para clientes e potenciais clientes.

Por exemplo, priorizar os clientes em relação aos seus produtos é uma forma de pensamento. E para que essa abordagem funcione, muitas vezes é necessário mudar a cultura de uma empresa. Seguindo no exemplo, o novo modo de pensar permite que os membros das equipes reorientem o seu pensamento para colocar os clientes em primeiro lugar. Sem isso, nenhuma estratégia comportamental ou verbal teria sido efetiva.

O QUE AS MARCAS FAZEM

Hoje, os profissionais de marketing podem elevar seu raciocínio para afetar o que os clientes (e a marca) naturalmente fazem e dizem. Além disso, observe como os seus consumidores pensam e deixe que isso o informe sobre o que fazer em relação a estratégia da sua marca, com seus propósitos e valores exclusivos.

O QUE AS MARCAS DIZEM

A Nike, por exemplo, fornece um exemplo do que uma marca diz ser apoiada por suas ações. Afinal, como é uma marca de esportes, ela diz apoiar atletas e todas suas ações são voltadas para isso. Nesse sentido, devemos lembrar que uma marca sempre vai correr riscos a partir do momento que não fizer o que se diz capaz. É nesse momento que ocorre a deterioração da imagem de uma empresa.

Concluindo..

Plataformas e mídias vão e vêm. Um bom profissional de marketing de conteúdo é aquele que cria a marca de em torno de seus valores, não de seus produtos. E lembre-se, se você só valoriza sua empresa e seus produtos, é sobre isso que você vai falar por padrão.

É de suma importância que tudo o que você pensa, fala e diz esteja no mesmo padrão. Em caso de sua empresa não ter controle disso, será difícil ter uma marca consistente.

Adote a atitude de fazer pensar em conjunto, para que seus ativos estejam no mesmo padrão e sua marca seja escalada rapidamente. O projeto em conjunto é importante para que as ações não surjam sempre da mesma mentalidade, mas sim de um todo, que impulsionará tudo o que sua marca faz e diz. Quando você eleva a conversa e libera rótulos, pode escolher qualquer tática para apoiar sua marca.

Ficou com alguma dúvida ou tens alguma sugestão de assunto para abordarmos? Comente abaixo!