Antes de falarmos sobre os desafios, vamos explicar o que é marketing omnichannel. Se dividirmos a palavra, vemos que Omni (que vem do Latim) significa tudo e inteiro. Já “channel” (palavra inglesa) é traduzida como canal. Ou seja, o significado mais próximo é: todos os canais.

Nesse sentido, não podemos confundir esse termo com outros, como multichannel ou crosschannel. Diferente de estar presente em muitos canais, o omnichannel também se refere à experiência do usuário. Ou seja, o objetivo é oferecer uma melhor experiência de compra, tendo canais que ajudam um ao outro.

O marketing digital seria tão mais fácil se não houvesse tantos canais a considerar, cada um com seus próprios requisitos de conteúdo e mensagens. Não seria bom usar sempre o mesmo tamanho de imagem ou nunca mais se preocupar com o tamanho e/ou formato do conteúdo?

Esse não é o mundo em que vivemos. O “marketing omnichannel”, ou a necessidade de fornecer uma experiência consistente em todos os pontos de contato digitais, veio para ficar. Como muitas coisas no marketing, o que começou como uma palavra da moda é agora a melhor escolha para as equipes de marca de todos os tamanhos.

O que é assustador é quão pouco os profissionais de marketing parecem estar preocupados com essa frente. 64% dos profissionais de marketing citam a falta de recursos e investimentos como sua principal barreira ao marketing omnichannel, e apenas 16% dos profissionais de marketing sentem que suas organizações estão entregando experiências de clientes que realmente cumprem suas promessas de marca. Considere isso contra o fato de que 88% dos clientes esperam interações consistentes entre canais e parece que temos um problema.

A única maneira de uma marca conseguir consistência no marketing omnichannel é abraçar um sistema baseado em centralização e agilidade. Aí que entra o Digital Asset Management (DAM), uma solução que faz consegue guardar um grande número de conteúdo, dos mais diversos tamanhos, tipos e categorias necessárias, para seguir um alto nível de consistência.

COMO UMA SOLUÇÃO DE GERENCIAMENTO DE ATIVOS DIGITAIS (DAM) PODE POTENCIALIZAR O MARKETING OMNICHANNEL?

1. Centralizando o conteúdo: o primeiro passo para ter conteúdo em todos os canais é, primeiro, ter tudo no mesmo lugar

A maioria das equipes de marca tem mais ativos à sua disposição do que eles percebem. O problema é que esses ativos existem em locais diferentes – alguns em uma unidade local, alguns armazenados em um aplicativo em nuvem, alguns no MacBook de um designer – e assim por diante… Um sistema DAM disponível em toda a organização atua como o repositório central para cada única peça de garantia que uma marca pode utilizar. Criar conteúdo para novos canais é um desafio, mas encontrar todos esses recursos existentes, precisa acontecer em segundos para iniciar o processo.

2. Categorizar conteúdo: categorizar mídia por canal significa que você a encontrará imediatamente quando precisar

Um local central para todos os ativos é tão bom quanto sua taxonomia e estrutura de marcação. Os sistemas inteligentes oferecerão a capacidade de marcar e filtrar os ativos da marca por qualquer categoria, incluindo:

  • Tipo de arquivo
  • Departamento
  • Campanha
  • Tema

“Canal” também pode ser introduzido como uma categoria para filtrar. Imagine que você precisa de conteúdo para uma campanha do Facebook, você seleciona “Facebook” no filtro de canal e, na frente, aparece todas as opções para usar.

3. Manipulando conteúdo: crie conteúdo para o canal com o mínimo de esforço

Centralizar o conteúdo e classificá-lo por canal é ótimo… se sua mídia já corresponde às dimensões necessárias para cada canal. Quando isso não acontece, é importante ter uma funcionalidade que produza rapidamente o tamanho e a resolução desejados do arquivo.

Nesse sentido, um sistema de Gerenciamento de Ativos Digitais pode ser pré-programado para que cada imagem carregada ofereça uma variedade de opções de tamanho. Assim, você terá a opção de fazer o upload de um ativo e ter instantaneamente a opção de fazer o download de versões diferentes do mesmo ativo, por exemplo: versão para celular, para o PowerPoint e para cada canal social.

4. Envio de conteúdo: agilidade nas equipes

A etapa final do fornecimento de marketing omnichannel é a obtenção de conteúdo para o canal ao seu destino. Isso pode significar um plug-in automático, por meio do qual os ativos são transferidos diretamente do DAM para a plataforma de publicação.

CONCLUSÃO: ESTRATÉGIA OMNICHANNEL IMPULSIONADA PELA SOLUÇÃO DE GERENCIAMENTO DE ATIVOS DIGITAIS

O objetivo deve ser estabelecer um sistema de consistência que seja escalável. Afinal, a realidade virtual e a realidade aumentada estão logo ali, como dizem. Em última análise, a consistência omnichannel será alcançada pelas equipes que adotam não apenas uma robusta solução de DAM, mas o conceito mais amplo de gerenciamento de ativos digitais: um sistema de ponta a ponta que garante consistência e qualidade da marca para cada canal de comunicação.

Toda marca se esforça para entregar a mensagem certa, no lugar certo e na hora certa. Outra coisa é investir realmente em conseguir isso, desde o investimento financeiro envolvido até o tempo e os recursos necessários para executar adequadamente uma estratégia de DAM.

Esse investimento compensa quando o ciclo de vida do conteúdo se torna mais eficiente, porque um único sistema pode centralizar, categorizar, manipular e distribuir conteúdo. Quando esse é o caso, você pode começar a amar a ideia do marketing omnichannel.

Ficou com alguma dúvida ou tens alguma sugestão de assunto para abordarmos? Comente abaixo!