É comum vermos investidores com muitas dúvidas na hora de escolher em qual franquia investir. Afinal, mesmo que a franquia seja um modelo de negócio já estabelecido no mercado, apenas ter o capital não garante o sucesso de um empreendimento.

Espírito empreendedor, claro, é fundamental para qualquer um que queira entrar no mundo dos negócios, mas também não basta. A franquia deve ser atrativa, lucrativa, ter compatibilidade com o perfil do interessado, entre outros aspectos importantes que devem ser levados em conta na hora da escolha.

Veja alguns fatores fundamentais para a seleção da melhor franquia de acordo com o seu perfil:

AUTOAVALIAÇÃO

Faça uma autoavaliação franca e honesta de si mesmo. Quais os motivos que levaram você a querer investir em uma franquia? Quais são os seus objetivos profissionais? Possui espírito empreendedor? Está preparado para atuar de acordo com normas e padrões estipulados pelo franqueador?

Esta análise é fundamental para a compreensão do que você espera da rotina e de uma marca em si, o que contribui para a melhor seleção de uma franquia e também para identificar quais sãos os seus pontos fortes e fracos.

AFINIDADE COM O NEGÓCIO

Não olhe somente para o capital ou os recursos que serão necessários. É importante buscar por um negócio que tenha a ver com o seu perfil de empreendedor.

Também não fique preso a modismos na hora da escolha. Avalie o negócio e busque por setores que mais tenham a ver com as suas características, habilidades e preferências. Mesmo que o franqueado garanta treinamento e suporte para o efetivo funcionamento da rede, o investidor deve ter afinidade com o setor em que irá empreender.

MODELO DE NEGÓCIO

Além do segmento, o empreendedor deve ter afinidade também com o modelo do negócio, para que a relação com o franqueador seja bem-sucedida. Afinal, ao comprar uma franquia, é preciso seguir ordens e regras estabelecidas em contrato.

Portanto, analise o modelo e a complexidade da operação da franquia que escolher. Existem negócios de complexidade baixa, com operação totalmente mecânica ou padronizada, média, que exigem um pouco mais de conhecimento em gestão, e de alta complexidade, com operações padronizadas que requerem uma melhor gestão de finanças, pessoas, entre outros aspectos.

AVALIE O SEU MERCADO

Analise os tipos de mercado que podem ser bem-sucedidos no local no qual pretende abrir a franquia.

Existem setores já saturados em determinadas regiões, negócios que foram impactados pela crise, mas também muitos nichos que estão crescendo e oferecendo novas e promissoras oportunidades.

CUIDADO COM ARMADILHAS

Com certeza você já ouviu o seguinte ditado: “quando a esmola é demais, o santo desconfia”. Assim, cuidado para não cair em cantos de sereia, e desconfie de excessos de facilidades ou concessões oferecidas pela franqueadora para admitir franqueados na rede.

Busque informações sobre a história da marca e dos sócios, visite a rede, claro, e converse com pelo menos mais de um franqueado, para se embasar em mais de uma opinião.

Por fim, não tenha receio em pedir ajuda. O processo de análise e escolha de uma franquia pode ser facilitado e reduzir enormemente os riscos com o auxílio de um profissional especializado.

Boa escolha e sucesso!

*Texto criado por José Carlos G. Fugice, especialista em franquias e CEO da Goakira Consultoria