A lista de tarefas de alguém que trabalha no varejo normalmente é um caos.  Na maioria das vezes, para fazer a gestão de varejo, é preciso fazer malabarismos, ao mesmo tempo em que você busca garantir a satisfação do consumidor.

Dessa forma, uma das maneiras de evitar o excesso de demanda é fazendo a otimização de processos. Isso refere-se à integração entre o estabelecimento e o cliente, uma vez que essa experiência se inicia consideravelmente antes de o consumidor chegar à loja. Nesse cenário, é fundamental pensar em como a tecnologia pode contribuir para melhorar a experiência e jornada do consumidor.

Isso significa que, além de ações off-line, é necessário dar atenção para ações online, para comtemplar todo o processo de contato que o consumidor possui com a marca. Pensando nisso, neste blog post iremos apresentar formas de otimizar o marketing de uma rede de varejo, pensando em disponibilizar tempo livre para que você se concentre na estratégia do seu negócio, e não mais na operação!

Software de gestão para varejo

A principal vantagem da utilização de um software de gestão de marketing é a otimização de processos. Otimizar engloba a economia de tempo e diminuição de custos e recursos (como equipe e estoque). Ter um sistema que auxilia o gerenciamento de marketing de todas as lojas de uma rede é fundamental para facilitar a segurança das informações, gerar relatórios e diminuir procedimentos operacionais do dia a dia. Veja como a Clube Turismo otimizou os processos utilizando o Deskfy.

Os softwares de gestão de marketing no varejo ajudam o lojista a melhorar o controle de prazos da empresa, estruturar os processos internos e a melhorar a experiência do consumidor com a sua marca. É importante também ficar atento às mudanças no mercado e como ações de marketing podem influenciar a vida dos consumidores.

Por que utilizar softwares no varejo?

Ter tempo e dinheiro são os objetivos principais de qualquer gestor de marca. Para esse grupo, a automação de marketing pode ser a solução ideal para uma melhor gestão de tempo e aumento na lucratividade.

Muitos processos que fazem parte do modelo de negócio do varejo podem ser automatizados. Tendo isso em vista, devemos lembrar que a automação de varejo é uma tendência crescente. Essa nova forma de gerir o negócio é baseada na necessidade de economia de custos e expectativas em torno de uma excelente entrega quando falamos da experiência do cliente.

Empresas de todos os portes podem se beneficiar da tecnologia?

Possuir uma gestão que envolve tecnologia já é uma realidade até para pequenos varejistas. Atualmente, o uso de software fornece uma maior oportunidade para nivelar a experiência do cliente entre grandes e pequenas empresas. Além disso, é uma ótima oportunidade de crescimento para PMEs.

Tudo isso é possível graças ao armazenamento em nuvem e aos serviços do tipo SaaS (Software as a Service). O SaaS possibilitou o acesso à tecnologia de ponta para empresas de todos portes e segmentos. Através desse modelo, o empresário paga uma assinatura mensal, assim pode usar ferramentas de gestão de marketing de acordo com o que precisa. Nesse sentido, o valor varia de acordo com a quantidade de usuários, mas as funcionalidades são as mesmas para todos portes de empresas.

Dicas de como expandir seu negócio com o marketing de varejo

1. Dê as pessoas uma razão para ir até a sua loja

O passo mais importante para qualquer loja de varejo é fazer com que as pessoas cheguem até ela. Dessa forma, existem algumas ações que podem ser feitas, sendo essas: eventos exclusivos, tenha itens limitados e apenas disponíveis na loja, sorteie ou doe cupons on-line para usar na loja física, entre outras coisas.

Devemos lembrar que essas ações em loja física têm como objetivo fazer os clientes chegarem até as lojas, mas é papel da loja fazer com que essas eventuais promoções/eventos cheguem até as pessoas certas, online.

2. Foque em como você vende o seu produto/serviço

Foque em como você vende e não no que você vende. A experiência que o cliente tem com uma marca muitas vezes faz a diferença na decisão de compra. Os produtos vêm e vão, terão concorrentes fazendo a mesma coisa, mas sempre haverá um mercado para experiências verdadeiramente notáveis. O marketing de varejo deve acompanhar as mudanças que ocorrem no mundo e no mercado, por isso, pense em como você poderá dar ao seu cliente uma experiência diferenciada, que realmente seja emocionante e única e isso o diferenciará entre os demais.

A estratégia ideal deve envolver a estratégia de marketing omnichannel e, dentro dela, possuir campanhas padronizadas. Lembrando que, quando o marketing é padronizado, existem diversas vantagens para a empresa.

3. Seja relevante na sua localidade

Você terá relevância local na medida em que se aproxima da população onde atua. Isto dá origem a comercialização e divulgação de ideias que, organicamente, fazem sentido para as pessoas que estão inseridas em determinado local. Dessa forma, você será lembrado pelas pessoas com mais facilidade. Lembre-se, o branding faz parte do marketing de varejo.

4. Conecte o mundo online com o offline

Com a infinidade de informação disponível hoje em dia, os clientes são muito mais ligados no que está acontecendo no mercado. Para atender a estes clientes e facilitar compras não planejadas, é fundamental que os ambientes de varejo forneçam acesso a informações completas do produto, e, especialmente, impulsionar divulgações sociais se houver compras na loja, como fazer comentários on-line sobre a marca. Unir estes dois mundos é imprescindível para o marketing de varejo. E ter uma marca consistente em ambos “mundos” é um fator essencial.

Sobre varejistas e marketing digital: existem abordagens diferentes além de captação de vendas on-line ou de postagens no Facebook que atraiam potenciais clientes. Por exemplo, em seu site você pode disponibilizar um mapa com instruções de como chegar nas lojas, dando acesso em tempo real e principalmente ter um plano de SEO local bem executado. Estas atividades estão entre as maiores atividades digitais que podem agregar valor para qualquer loja física. Além disso, o marketing de varejo também deve aproveitar de ferramentas como Google Ads, Facebook Ads, entre outras ferramentas.

Ficou com alguma dúvida ou tens alguma sugestão de assunto para abordarmos? Comente abaixo!