Que o KPI está ligado à análise de resultados nós já sabemos, mas temos uma boa e diferente estratégia para que, de uma vez por todas, você não se esqueça qual é a utilidade do KPI – Key Performance Indicators! Basta lembrarmos que com ele estamos buscando responder uma pergunta. Mas, como assim?

Em uma análise de dados, podemos considerar como a parte mais difícil a identificação correta do KPI (Key Performance Indicator ou como é conhecido, Indicador-Chave de Desempenho) e identificar a definição da maneira que irá representar bem sua indagação no momento de apresentá-lo.

O QUE É KPI (KEY PERFORMANCE INDICATORS)

Pode-se dizer que KPI é um valor que podemos mensurar e, através dele, demonstrar quanto eficiente é determinado negócio, projeto, estabelecimento, o trabalho de certa equipe, entre outros. É uma relação direta ao quanto algo ou alguém é capaz de cumprir suas metas.

O CONCEITO DE KPI

Key Performance Indicators, em tradução para o português, esse termo quer dizer “Indicadores-chave de Desempenho”. Muito confundido com as métricas, ele tem sua grande diferença, pois um KPI é definido com base em duas métricas ou mais, e fórmulas específicas são utilizadas para que seja possível chegar em seus resultados finais. Enquanto falamos das métricas, é sobre valores “brutos”, os KPIS, diferentemente necessitam que os dados sejam trabalhados de maneira que se chegue a alguma conclusão que faça sentido para o gestor e que, inclusive possa ser discutido com a equipe para sugestões de melhoria ou ideias criativas colaborativas do grupo.

QUAL A FUNÇÃO DE UM KPI?

Em suma, os KPIs, representam as informações já lapidadas pelo gestor com a ajuda de cálculos específicos. O gestor avaliou que determinada métrica precisava ser acompanhada e se propôs a medir, por exemplo, como estão as vendas de um novo produto. Esse pode ser um de seus KPIs, cuja tendência de crescimento será examinada mensalmente. O mesmo valeria para, caso fosse medir as vendas da empresa como um todo. Esse poderia ser considerado seu principal KPI, pois também estaria examinando suas tendências de alavancar as vendas e analisando ações que poderiam ser realizadas.

Os KPIs escolhidos para o momento de apresentar as informações para o time deverão ser mensuráveis e precisos, bem alinhados com os objetivos estratégicos e que possam estar abertos à mudança. Por exemplo, para se focar na taxa de conversão de uma mídia social determinada, é necessário criar um funil que mostre o número de prospects que visualizaram um anúncio e que finalizaram uma compra direcionados para o seu site através dessa rede social em comparação com o número total de visualizações do anúncio. Monitorar esse KPI possibilita que compare o desempenho desse anúncio em diferentes ocasiões e você ainda pode melhorar os próximos anúncios de acordo com os pontos que forem levantados a partir da análise.

OS PRINCIPAIS KPIS

Se você tiver indicadores-chave de desempenho realmente bons, é bem provável que sua empresa consiga atuar no mercado de uma forma extremamente estratégica, fazendo uma avaliação eficiente dos resultados que são obtidos atualmente. Dentre os principais KPIs, é possível destacar:

Taxa de Turnover: Para identificação do percentual de profissionais desligados;
Net Promoter Score (NPS): Com o propósito de avaliar qual é o nível de satisfação e da lealdade dos seus clientes;
Churn Rate: Destaca qual é o percentual de clientes que deixaram e consumir os produtos/serviços da empresa;
Nível de Lucratividade: Permite visualizar qual é o percentual de lucratividade do negócio;
Ticket Médio: É o valor médio encontrado em relação às compras dos seus clientes que consumiram o produto/serviço oferecido;
Return On Investment (ROI): Análise do retorno que foi obtido em cada determinado investimento;
Lifetime Value (LTV): Diz respeito ao valor do ciclo de vida de um cliente;
Taxa de Absenteísmo: Trata-se da avaliação da média das faltas e dos atrasos ocorridos no período de trabalho.

Como podemos ver, os indicadores-chave de desempenho são bem variados e podem ser usados para motivos distintos. Nesse momento é interessante que sejam definido aqueles que mais se fazem sentido à empresa e aos respectivos setores. Uma dica valiosa é que manter seu foco em 5 ou 6 indicadores é uma maneira de conseguir mensurar essas informações e dividir os indicadores com o seu time.

Também é preciso que um acompanhamento periódico, seja realizado para conferir se os resultados tiveram melhora ou não com o passar do tempo e dentro de um período determinado. Quanto melhores forem os indicadores definidos, mais forte seu negócio irá responder em relação à competitividade do mercado. Saiba mais clicando aqui!

Deixe seu comentário, seja com alguma dúvida que tenha ficado ou até mesmo para nos colocar alguma questão sobre esse tema. Continue acompanhando nossos artigos mais recentes, assine nossa newsletter para ficar por dentro dos novos assuntos!